17 de dez de 2010

talvez não seja um punhado de cinza

pigarreando as narinas e a corrupção,

o avião e o escoamento em pleno

percurso. se eu te dissesse o tanto de sol

que se perde no escuro, vagalume,

retilíneos voaríamos na velocidade

do zumbido. tua respiração me prende

e debocha de tanto tilintar as chaves,

esta noite. trancafiado por lençóis

e contra a expectativa das lanternas,

a precariedade da cela, ou são vertigens,

vi ao avesso um céu sorvete de flocos.

importa pouco o que diz as cartas

ou quem te dá estas minhas fartas

mãos repletas de ases e viagens,

gemidos e rasantes, envio de pássaro.

aos seus olhos tudo é cometa,

o mundo estava exatamente aí,

prestes a acontecer. mais dantesco

que antes, agora, se tu dorme me despoja

um sonho ingênuo: jogo sem perigo

meu aeroplano na lua em pleno inferno astral.

8 comentários:

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo o que tem pra ler. E observando o que tem para observar. E Exaltando o que tem de ser Exaltado. Estou lhe desejando um Tempo de Harmonia e de muita Inspiração. Entendo ter um blogue Agradavel, muito bom e Interessante. Eu, também tenho um. Muito Simplório por sinal. E estou lhe Convidando a Visitá-lo e, mais. Se possivel Seguirmos juntos por eles. Estarei Muito Grato esperando por Você lá.
Abraços de verdade e, fique com DEUS

Constanza disse...

Uau! Li e reli. Lindo!

sindro disse...

Passe lá no meu blog de textos, obrigado, te espero!

Anil Rajanala disse...

I think you have a great page here… today was my first time coming here.. I just happened to find it doing a google search. anyway, good post.. I’ll be bookmarking this page for sure.


Web hosting

web domain registration disse...

Thanks for taking the time to discuss this, I feel strongly about it and love learning more on this topic.

funny quotes disse...

cute dog

wanessa g. disse...

nos faz pensar.

Funny rants disse...

Its really awesome post. Thanks for sharing this post. I really impressed.